Mau hálito: efeitos psico-emocionais

Atualizado: 7 de Abr de 2019



Atualmente, a valorização da imagem e as relações interpessoais são extremamente relevantes.

Embora configure um problema físico, a maioria das pessoas que possuem mau hálito ficam incomodadas pelas consequências sociais que esse transtorno traz, já que muitas vezes ele provoca efeitos psicológicos relevantes na vida do paciente. O Instituto do Hálito demonstrou, através de suas pesquisas, que "a halitose restringe a vida social, aumenta a ansiedade, interfere nas relações íntimas e diminui a felicidade global de um indivíduo”. Os efeitos psicológicos variam desde falta de confiança, baixa auto-estima e constrangimento, até aumento da ansiedade e do stress. Muitos tendem a sofrer bullying, referem ser preteridos em promoções no emprego e apontam graves consequências ao nível familiar, como a separação conjugal.

O especialista mais indicado diagnósticar a halitose é o dentista, mas como há diversas causas, outros profissionais também podem reconhecer o problema. Dependendo da situação, esse profissional ainda vai recomendar a ida a outros especialistas para investigar a gênese do problema. Ir ao dentista periodicamente previne o aparecimento do mau hálito.


#mauhalito #halitose

Fontes:

http://www.halito.pt/biblioteca-medica-halitose/consequencias-psicologicas-e-sociais/

https://minutosaudavel.com.br/o-que-e-halitose-mau-halito-causas-tratamento-e-mais/

16 visualizações
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Cinza ícone do YouTube

© 2019 por PAIVA ODONTOLOGIA